You are here: Home Where We Work Mozambique Moçambique

Moçambique

CONTEXTO geral

Mozambique instructor training

Moçambique é uma das economias com crescimento mais rápido na África subsaariana. Desde o fim da guerra civil de 17 anos em 1992, a liderança do país tem trabalhado arduamente na exploração dos recursos do país para a construção das infraestruturas e a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos moçambicanos. No entanto, apesar deste crescimento promissor, muitos programas do sector público continuam fracos. Fora dos grandes centros urbanos, grande parte da população ainda tem acesso limitado a cuidados de saúde de qualidade.

Com uma população de 24 milhões, Moçambique tem menos de 4 médicos para cada 100 mil pessoas. De acordo com a USAID, mais de 1,4 milhões de pessoas no país estão infetadas pelo HIV. Moçambique também regista altas taxas de tuberculose, doenças respiratórias, malária e doenças diarreicas, incluindo a cólera endêmica. Estas doenças agravam o impacto do HIV e SIDA.

Com base na experiência da rede global da I-TECH, incluindo a Universidade de Washington e a Universidade da Califórnia em San Francisco, a I-TECH começou a trabalhar em Moçambique em Dezembro de 2005. Desde então, os seus principais objetivos consistem em prestar apoio técnico ao Ministério da Saúde (MISAU) para responder ao problema de escassez de provedores de cuidados de saúde no país e melhorar a qualidade dos serviços de cuidados e tratamento do HIV. O acompanhamento e as avaliações contínuas levadas a cabo visam medir a eficácia dos programas em curso, e permitem à I-TECH e ao MISAU continuar a melhorar os programas existentes e avaliar a necessidade de novos programas a fim de fortalecer o sistema de saúde em Moçambique, e a transição para a apropriação local.

prioridades do programa actual

Melhoria da Qualidade dos cuidados e tratamento do HIV:

  • Prestar assistência ao MISAU na expansão da Estratégia Nacional para a Melhoria de Qualidade e Humanização (para além da fase piloto). Este projeto visa melhorar os indicadores de cuidados clínicos de HIV através da capacitação ds clínicos em ciclos de melhoria da qualidade (Planear-Executar-Verificar-Agir) através da tutoria clínica.
  •  Ensino a distância: além da tutoria clínica no local, proporcionar aos clínicos, especialmente nas áreas remotas, onde há acesso consulta clínica via telefone (“Linha Aberta de Consultas”), bem como os recursos on-line para o autoestudo e os cursos em grupo.
  • Comités de Tratamento ARV: Apoiar na criação, a formação inicial e a formação contínua dos comités provinciais que lidam com casos complicados do HIV, incluindo as mudanças dos regimes medicamentosos.
  • Garantia da Qualidade da Circuncisão Masculina Médica Voluntária para a prevenção do HIV: Apoiar o MISAU no processo de melhoria da qualidade, segurança e desempenho dos locais de CMMV através de visitas de garantia de qualidade externas e tutoria.
  • Serviços aos Parceiros: Ampliar um projeto-piloto para a intervenção de serviços integrados aos parceiros, que aumente o número de testes aos parceiros das pessoas recém-infetadas pelo HIV,  aumentando a participação do doente do HIV no seu atendimento e melhorar a absorção dos tratamentos médicos do HIV.
  • Registos Médicos Eletrónicos (EMR): apoiar o desenvolvimento e a implementação dos padrões para EMRs nos locais de tratamento antirretroviral (TARV). 

desTaques do programa anterior

  • Apoio ao MISAU na ampliação dos serviços de saúde integrados para o fornecimento do tratamento antirretroviral e de cuidados de saúde de qualidade para as pessoas que vivem com o HIV nos serviços de cuidados primários.
  • Fortalecimento do programa de formação inicial para os Técnicos de Medicina Geral (TMG), através de assistência técnica ao Departamento de Formação do Ministério da Saúde e dos Institutos de Formação em Saúde (IDF), na criação e no desenvolvimento de conteúdos curriculares.
  • Apoiou ao MISAU na revisão do currículo dos técnicos de formação inicial, que prepara os Agentes de Medicina para assumir as funções de TMG.
  • Ofereceu formação contínua para os docentes dos Institutos de Formação em Saúde em métodos de planeamento de aulas e aprendizagem participativa, através de cursos de desenvolvimento do corpo docente e desenvolvimento profissional contínuo.
  • Supriu as necessidades de formação e de apoio dos enfermeiros moçambicanos e dos agentes de medicina para prepará-los para as suas novas funções no tratamento do HIV (delegação de tarefas), incluindo a identificação de infeções oportunistas, os sinais e sintomas de falha de tratamento.
  • Desenvolveu mensagens de Prevenção Positiva Integrada nos encontros entre os doentes e sistemas de referência entre as unidades sanitárias e capacitação dos profissionais de saúde.
  • Desenvolveu um quadro de formadores clínicos que possam implementar formação em prevenção positiva de forma eficaz, para garantir que as pessoas que vivem com o HIV/SIDA beneficiam de serviços e recursos tanto nas unidades sanitárias como na comunidade.
  • Realizou pesquisas biológicas e comportamentais em populações de alto risco, incluindo homens que fazem sexo com homens, trabalhadores de minas, camionistas de longo curso, trabalhadoras do sexo e usuários de drogas intravenosas, para medir a prevalência do HIV, a prevalência de sífilis, os comportamentos de risco, acesso aos serviços de prevenção e de cuidados.
  • Apoiou na prevenção da transmissão vertical através de programas inovadores, tal como o desenvolvimento do programa Mães para Mães, um programa comunitário de apoio para as mães seropositivas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Document Actions